Precisa de um Advogado? 

ADVOGADOS ONLINE 24 HORAS

Receba propostas de especialistas e contrate bem com base no perfil, valor e recomendações.

Consumidor Pergunta feita sábado, 10 de fevereiro, 2018 - 11:30

Há várias semanas, estou efetuando ligações para Time e Vivo, e a operadora desconta dos meus créditos, sendo que possuo plano para a cobrança, realizei mais de 15 protocolos com a operadora sem sucesso, e também com a Anatel, também sem sucesso. Há pouco tempo, isso me prejudicou muito pois tinha uma conta a pagar, e iria receber de um cliente nesse dia, e ao efetuar a ligação fui informado que estava sem crédito, e assim não pude entrar em contato com o cliente e consequentemente não paguei a conta. Outro caso foi que, a operadora não me avisou que, o meu plano de internet estava a acabar, e simplesmente bloqueou o meu acesso à rede. E para completar, liguei na operadora e perguntei desde quando o sistema estava em manutenção, e foi me respondido sábado (3/2), sendo que não me avisaram previamente que o sistema entraria em manutenção, e novamente fui prejudicado.

 
 
 
 Bruna Teixeira da Silva · quarta, 17 de janeiro, 2018 - 17:24

Ocorreu alguma situação em que lhe foi negado o direito de permanecer como nome de casada? Indago, pois tratando-se de divórcio consensual, inexistindo qualquer manifestação por parte do ex cônjuge quanto ao uso do nome, é uma faculdade que lhe assiste optar por manter o nome ou alterar para o nome que utilizava quando solteira. Caso tenha interesse, pode encaminhar um e-mail que terei prazer em ajudá-la.

 
 
 
Consumidor Pergunta feita domingo, 07 de janeiro, 2018 - 14:26

Meu filho tem dificuldade na visão e quebrou o oculos, preciso fazer outro com urgencia e precisava de uma consulta. 
Ao ligar para operadora unimed eles marcaram a consulta para mais de 30 dias, entrei em contato e pedia a eles que marcassem antes devido a urgência. 
Marcaram então para o dia 05/01 as 14:30 no centro de saude da Unimed. Fui até o local com o documento de identidade do meu filho e o numero da carterinha, porem não estava com a carterinha plastica em mãos.

Fui contratngida em publico quando perguntava a atendente os motivos e pedia a ela que me desse declaração dizendo os motivos pelo qual eu não iria ser atendida, ela disse que não podia me dar então comecei a filmar e fazer as perguntas para ela porque eles não iriam me atender, ela disse que iria me processar pela filmagem fez isso na frente de outros clientes no local tivemos um bate boca a onde ela disse que eu poderia consultar se fizsse um BO então eu disse pra ela que já havia chamado a policia e ia fazer a o BO e se assim eu consultaria ela falou para todo mundo ouvir se eu ia mentir para a policia falando que fui roubada ou perdi a carterinha me sentir muito constrangida.  Isso tudo em publico, cabe indevização moral ? 
O Local negou a consulta alegando que só pode liberar com a carterinha para indentificar o cliente, porém o local possui biometria para identificação do cliente. 
Fiz um BO, Gravei imagens a onde pedi a atendente explicações para comprovação do fato. 
Posso entrar com pedido de indenização na pequenas causas e qual tipo de indenvização pedir. Além do custo que tive para ir até o local. 

 

Última edição feita domingo, 07 de janeiro, 2018 - 14:32
 
 
 
Consumidor Pergunta feita quarta, 13 de dezembro, 2017 - 15:45

Cabe em casos de emprestimo?. 

Última edição feita quinta, 14 de dezembro, 2017 - 04:04
 
 
 
Trânsito Pergunta feita segunda, 11 de dezembro, 2017 - 13:38
 
 
 
 Role a página para mais resultados